3.3 C
Munique
sexta-feira, outubro 22, 2021

O Novo Concreto é: Madeira Laminada Cruzada

Must read

No Brasil as construções ainda persistem por diversos fatores utilizar o concreto armado, apesar de ser o material de construção por excelência, nos ofereceu por anos a maneira fácil e eficaz de expandir as zonas urbanas. Mas, podemos aceitar novas tecnologias que trazem eficiência, segurança, e oferece oportunidades inclusive melhores que as do concreto.

Em um distrito de Portland, Oregon, EUA, vem ganhando uma transformação nos últimos dez anos, uma onda de novas construções domiciliares e escritórios. Dentre essas estava um local com aproximadamente 3 mil m². Foram necessários 17 meses de planejamento e design somados a mais 14 meses de construção e o resultado é a Sideyard.

A fundação consiste em bases rasas de concreto armado simples, faixas e tapetes de laje. O nível mais baixo é um porão com iluminação natural voltado para a Avenida, incorporando uma laje de concreto armado não estrutural no nível. As paredes de concreto armado também circundam dois núcleos de escada internos de tamanho idêntico para resistir ao vento e às forças laterais sísmicas.

No telhado e nos pisos do edifício, o sistema estrutural primário consiste em painéis de madeira laminada cruzada de 5 camadas, com até 3 metros de largura e 12 metros de comprimento.

Madeira Laminada Cruzada

Cross Laminated Timber (CLT) é a união de tábuas ou lâminas para formar uma única unidade estrutural, formando elementos lineares e até mesmo curvos. Na realidade é um compensado feito de tábuas que permite grandes dimensões.

Os painéis abrangem vigas de madeira laminada colada variando em tamanho sucessivamente. Com exceção no pavimento onde se enquadram em paredes de concreto, as vigas se estendem e são, por sua vez, suportadas por colunas de madeira laminada colada medindo 10,75 polegadas por 13,5 polegadas de seção transversal.

Uma laje de concreto armado de 4 polegadas de espessura no Segundo Pavimento fornece capacidade suficiente para facilitar a transferência de cargas laterais das paredes do núcleo central para as paredes do porão mais longas e rígidas. Esta laje de cobertura também permitiu um acabamento de piso de concreto polido no Segundo Pavimento, algo desejado pelos projetistas.

Escada construída em compensado maciço. Foto Structuremag

O projeto com madeira exposta, precisa atender aos requisitos de proteção contra incêndio, que pode influenciar nas espessuras do painel, pois podem influenciar os requisitos de ocultação de conexões e, portanto, o custo. Os tamanhos dos elementos da viga e da coluna e as espessuras do painel de madeira laminada cruzada foram, em alguns casos, impulsionados por essas considerações de resistência ao fogo.

Estrutura de madeira exposta antes da instalação do revestimento. Foto Structuremag

Uma vantagem significativa da madeira maciça é a capacidade de fabricar peças para facilitar e agilizar a montagem. Os elementos estruturais foram fabricados em fábrica na medida do possível.

As extremidades das vigas laminadas coladas e as faces das colunas foram fornecidas com conectores da série Ricon pré-fabricados (placas de metal que se conectam em forma de cauda de andorinha) para facilitar as conexões de maneira seladas e ocultas entre eles. Onde exigem maiores demandas de carga, esses conectores são duplicados em uma configuração escalonada.

As extremidades da viga Glulam e as faces da coluna foram fornecidas com conectores da série Ricon pré-fabricados para facilitar as conexões de campo ocultas e de encaixe perfeito. Foto Structuremag

Assentos de aço ocultos, conectam vigas de madeira a paredes de concreto para permitir tolerâncias de construção. Ambas as extremidades das colunas foram ainda equipadas com ferragens de aço personalizadas para conexão nas seções para a fundação ou seções de coluna adicionais acima. As colunas são fabricadas em peças de um andar, exceto, em locais onde as aberturas do piso ao redor exigem o uso de elementos mais altos. Nos pavimentos, as faces das colunas são direcionadas para permitir que os painéis de madeira laminada cruzada de adjacentes se estendam até a seção da coluna em 1,5 polegadas.

Estrutura interna aguardando locação. Foto Structuremag

Para resistir a eventos sísmicos e tempestuosos, cintas de aço foram estrategicamente instaladas na direção ortogonal, o que permitem que os painéis de madeira laminada cruzada se comportem como um diafragma monolítico.

O uso de madeira maciça na construção civil não é, obviamente, nenhuma novidade. Seu recente renascimento se deve principalmente ao foco na sustentabilidade e ao desejo de revigorar a indústria madeireira americana. Por sua vez, levou à introdução de produtos de painel e uma série de conectores pré-fabricados. No entanto, essa velocidade de avanço tecnológico está, em alguns casos, ultrapassando o entendimento de desempenho estrutural relacionado e o desenvolvimento de padrões correspondentes com base nas legislações americanas.

No Brasil ainda este tipo de tecnologia não se encontra facilmente, e ainda, dificilmente cairá no gosto do consumidor brasileiro. Apesar desta tecnologia ser ainda mais avançada, e provavelmente mais econômica para os americanos, temos que admitir que cair no gosto nacional não será seduzido tão facilmente, pois toda a cadeia industrial precisa ser renovada.

- Advertisement -spot_img

More articles

- Advertisement -spot_img

Latest article